Aviso

O conteúdo presente neste blog, não pretende de forma alguma substituir o tratamento médico. É meramente de consulta e informação. Se lhe surgir algum sintoma que considere relevante, consulte imediatamente o médico.
Caso tenha alguma dúvida, contacte-nos. Responderemos com a maior brevidade possível.

Bronquite - prevenção









 BRONQUITE
Prevenção








A bronquite crónica é uma doença do aparelho respiratório com produção excessiva de muco e consequentemente com tosse e expectoração. Quando esta situação acontece durante 3 meses por ano, em pelo menos 2 anos seguidos, ficamos com a certeza do diagnóstico. Os doentes apresentam pieira, falta de ar ou dispneia e estas queixas agravam-se com o esforço ou com o exercício físico.
A maior parte dos doentes com bronquite crónica são fumadores e a doença é tanto mais grave quanto mais cedo a pessoa começar a fumar, quantos mais anos fumou e quanto maior for o número de cigarros fumados diariamente.
As pessoas que não fumam mas que vivem ou trabalham com fumadores, também estão em perigo de contrair a doença. Por outro lado, quem trabalha em ambientes poluídos com poeiras tóxicas, solventes, tintas, fumos e gases expelidos por motores dos automóveis, outros motores de combustão ou de fábricas e quem tem infecções respiratórias de repetição pode vir a sofrer de bronquite crónica.
Se é fumador, se está exposto a uma atmosfera poluída, se tem frequentes queixas respiratórias, nomeadamente tosse, expectoração, pieira, cansaço fácil e dificuldades em respirar, consulte o médico para que a sua situação seja estudada e sejam tomadas as medidas recomendadas para tratar ou minimizar os seus efeitos.
Essas medidas podem implicar o deixar imediatamente de fumar, deixar de frequentar espaços fechados onde existem fumadores ou com a atmosfera carregada de substâncias irritantes ou tóxicas. No caso de ser uma pessoa com problemas ou outras doenças do aparelho respiratório, deve tratar-se. A melhor opção será a de levar uma vida saudável em contacto com a natureza e respirar o ar livre.
Mas o mais importante de tudo é evitar a doença, não se expondo aos factores de risco referidos. Porém, se já é um bronquítico crónico, decida interromper imediatamente o consumo do tabaco, afastar-se dos ambientes poluídos e falar sobre esse assunto ao seu médico, porque existem medicamentos que dilatam os brônquios, ajudam a eliminar o muco em excesso e controlam as infecções respiratórias.
Se assim não fizer, a doença continuará a evoluir, terá episódios cada vez mais frequentes e prolongados de tosse e expectoração, sentir-se-á cada vez mais cansado para esforços cada vez mais pequenos e terá a sua capacidade de autonomia mais reduzida.Por tudo isto, vale a pena prevenir: respire ar puro! 

Dr. Flávio Rodrigues
Médico especialista em Saúde Pública e Autoridade de Saúde na área da grande Lisboa

Copyright ã 2000 Saúde & Lar. Todos os direitos reservados
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sem comentários:

Enviar um comentário