Aviso

O conteúdo presente neste blog, não pretende de forma alguma substituir o tratamento médico. É meramente de consulta e informação. Se lhe surgir algum sintoma que considere relevante, consulte imediatamente o médico.
Caso tenha alguma dúvida, contacte-nos. Responderemos com a maior brevidade possível.

Como se realiza uma consulta de acupuntura?






 ACUPUNTURA
Como se realiza uma consulta?












  

Várias pessoas me questionam sobre como se realiza uma consulta de acupuntura. Perguntam se devem levar exames médicos, os medicamentos que tomam, o tempo de tratamento e até se devem dizer ao médico que estão a efectuar tratamento não médico.
Então, vou esquematizar como se processa uma consulta de acupuntura.

Em primeiro lugar, os exames médicos não têm valor para o diagnóstico na Medicina Chinesa (MTC). A MTC tem os seus próprios métodos de diagnóstico e que não passam pela visualização de imagens ou pela interpretação de boletins de análises ou outros. Qualquer das formas, o paciente pode levá-los para complementar alguma informação ou, no caso de se tratarem de imagens (Rx, ecografias, RMN, etc), estas são úteis para verificar lesões que não são visíveis e que nos ajudam a prevenir acidentes ou verificar o estado das estruturas. 

Quanto à medicação que faz, devem ser sempre mostradas ao acupuntor, mesmo que seja medicação que tome pontualmente. Isto porque, por vezes é necessário fazer orientações fitoterapêuticas (produtos à base de plantas) e é necessário evitar interações. 
Assim sendo, quando o paciente entra no consultório, começa a ser avaliado pelo acupuntor. É observado a forma de andar, a cor da face, e por vezes até o aperto de mão é avaliado. Seguindo-se, são efectuadas uma série de questões sobre a alimentação, o sono, a sede, o apetite, o estado emocional, excreções, entre outros que são a base do nosso diagnóstico. É também observado a pulsação no pulso e a língua de onde se obtém informações relevantes que confirmam ou por vezes desmentem o que foi mostrado no questionário. Vemos também questões da vida na infância, adolescência e juventude (se estivermos a falar de pacientes adultos). Muitas das vezes interessa saber também o historial dos pais.

Alguns profissionais usam alguma tecnologia para auxiliar o diagnóstico, que a meu ver tem apenas interesse em complementar e não como factor principal de diagnóstico.

Pode também ser efectuada palpação de partes do corpo para detectar alterações.

Após o diagnóstico feito, o paciente é proposto a tratamento decidido pelo acupuntor. 

É muito difícil prever o tempo de tratamento, porque são muitas as variantes que influênciam o sucesso do tratamento. A idade da pessoa, o estado da doença, o cumprimento do tratamento em ambulatório,  factores emocionais que persistem na vida da pessoa, os factores climáticos entre outros, são entraves ao rápido sucesso do tratamento. O que muitas das vezes o acupuntor dá é a média estipulada para esses casos, o que, pode ser necessário mais ou menos tratamentos.

Não tomando este exemplo como regra, em doenças crónicas, o minimo de sessões rondam as dez. Em casos agudos, as sessões variam entre cinco e dez. Mas tudo depende do que se encontra. 

Repare que, se uma doença é crónica (com cerca de dez anos de evolução), é natural e lógico que demore muito mais tempo do que se tivesse tido um pequeno traumatismo nas costas.

No meu caso, o paciente que mais tempo andou em tratamento, precisou de oito meses seguidos com tratamentos de uma vez por semana, para uma doença que se havia instalado há vinte anos (podem ver este caso aqui.
http://pelaminhasaude.blogspot.pt/search/label/Casos%20Tratados  

Felizmente que são poucos os casos em que tal acontece.


Existe um aforisma chinês que diz que o tempo de tratamento é igual ao tempo em que a doença se demorou a instalar. Quer dizer que, no caso em que mencionei, era necessário vinte anos de tratamento para o doente ficar completemente curado.

No tratamento podem ser usadas várias técnicas de acordo com o que se pretende fazer. A acupuntura é sem dúvida a mais conhecida por todos, mas a moxibustão, as ventosas, a electroterapia, massagem Tui Na são também empregues sempre que se considere necessário. Na China, alguns médicos são especializados em técnicas usadas na MTC. Por exemplo, existem médicos especializados na massagem que só efectuam massagem. O uso de cada uma vai depender do que se encontrar no momento do diagnóstico. 

O tempo que de cada sessão pode variar entre 20 a 60 minutos, sendo que a primeira consulta, por norma é mais demorada.

A decisão de contar ao médico se está ou não a efectuar tratamentos paralelos é sempre do doente. Eu encorajo sempre o doente a contar quando sou questionado para tal, para que não surjam equívocos ou mal entendidos entre as partes e para que o médico não seja também enganado. 

Siga sempre as recomendações que o acupuntor lhe der. As recomendações são para seu bem e só você beneficará do que lhe for dito. Lembre-se que quem tem o problema é você e é o mais interessado no sucesso do tratamento.



 Filipe Gonçalves
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sem comentários:

Enviar um comentário