Aviso

O conteúdo presente neste blog, não pretende de forma alguma substituir o tratamento médico. É meramente de consulta e informação. Se lhe surgir algum sintoma que considere relevante, consulte imediatamente o médico.
Caso tenha alguma dúvida, contacte-nos. Responderemos com a maior brevidade possível.

Varizes

Varizes

 Doença venosa superficial dos membros inferiores


explicação pelo Dr. Manuel Soares






As veias dos membros inferiores têm como função conduzir o sangue de volta ao coração. Dentro delas existem pequenas válvulas que impedem o retorno venoso para os pés, devido à acção da gravidade.
Quando estas válvulas se tornam insuficientes, não fecham adequadamente e o sangue não progride. Localmente, a quantidade de sangue aumenta, fica estagnado e faz com que as veias se dilatem e deformem tornando-se visíveis e com aspecto sinuoso.

Existem vários tipos de varizes:
- Telangiectasias - vulgarmente chamados “derrames”. São pequenas veias que aparecem por baixo da pele e se apresentam como pequenas linhas avermelhadas e sinuosas semelhantes a ramificações de uma árvore. Aparecem sem aviso e com maior frequência nas zonas das coxas, pernas e tornozelos.
- Veias varicosas - vulgarmente chamadas varizes são veias dilatadas, tortuosas e alongadas, de maior ou menor calibre e profundidade. Têm cor azulada/arroxeada e resultam da falência valvular e perda da tonicidade e elasticidade da sua parede.

Causas mais frequentes

A doença venosa dos membros inferiores é uma das doenças crónicas mais frequentes na população portuguesa. As mulheres são mais afectadas do que os homens, devido a acção das hormonas sexuais femininas, ao uso de anticonceptivos orais (pílula), à existência de menor massa muscular e à gravidez.
Um dos principais factores para o desenvolvimento das varizes é o factor familiar ou hereditário (genético), que ocasiona uma diminuição da resistência das paredes das veias tornando-as mais frágeis e menos resistentes.
Mas há outros factores que desempenham, também, um papel importante no seu aparecimento ou agravamento, tais como: o tabaco, a ingestão exagerada de bebidas alcoólicas, o excesso de peso, a permanência prolongada na posição de pé ou sentada e actividades em que é necessário realizar grandes esforços, tal como sucede em muitas profissões.

Principais sintomas

No início da doença venosa dos membros inferiores as queixas mais frequentes são a sensação de cansaço, peso e dor nas pernas, prurido, edema (inchaço) dos pés e tornozelos, dormência e cãibras em, particular, durante a noite.
Estas queixas agravam-se após períodos prolongados na posição de pé e melhoram durante a noite. Vão-se agravando com o tempo e com a idade, a menos que se tomem medidas de prevenção ou um tratamento adequado. Se não tratadas podem dar origem a úlceras de difícil tratamento.
Em casos graves podem contribuir para a incapacidade para o trabalho ou desenvolver tarefas domésticas.

Tratamento Natural

A medicina natural possui uma excelente solução para o alívio e tratamento das varizes. Uma vez que este problema pode ter origem hereditária, deve-se entender que é um tratamento para quase toda a vida, necessitando de um tratamento dito preventivo.
Assim, os melhores resultados foram vistos com a toma destes produtos:
 - Castanha da Índia em gotas
 - Gingko Biloba
 - Alho em cápsulas
 - Bioflanóides (ver publicação neste blog)
 - Magnésio
 - Videira Vermelha em chá ou em cápsulas
 - Cavalinha, no caso de possuir edemas (inchaço), mas pode tomar mesmo que essa condição não exista

Ao fim de três dias, e entenda-se como média, os resultados são visiveis, principalmente na diminuição das dores e desconforto.
O exercício físico tráz vantagens, porque proporciona movimento nos membros inferiores, ajudando assim ao retorno da circulação venosa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sem comentários:

Enviar um comentário