Aviso

O conteúdo presente neste blog, não pretende de forma alguma substituir o tratamento médico. É meramente de consulta e informação. Se lhe surgir algum sintoma que considere relevante, consulte imediatamente o médico.
Caso tenha alguma dúvida, contacte-nos. Responderemos com a maior brevidade possível.

Silício


 SILÍCIO

Um elemento chave




Todos os seres vivos necessitam de silício para o seu correcto desenvolvimento. As plantas usam-no como substância vital dos seus tecidos de suporte, e para aumentarem a sua resistência às doenças e parasitas.
Juntamente com o oxigénio, o silício é o segundo elemento existente em maior quantidade no nosso planeta. Constitui mais de 75% do peso da crosta e manto terrestre
O oligoelemento silício desempenha numerosas funções no nosso organismo. A mais importante de todas é sem dúvida  o papel que desempenha na formação do tecido conjuntivo, sendo necessário para a estrutura da pele, do cabelo e das unhas. Além disso, o silício é um nutriente e agente estrutural para os tecidos de suporte: ossos, cartilagens e dentes.
O silício é vital para a fixação de água em quantidades adequadas no interior das nossas células. Nenhuma outra sunbstância consegue fixar água numa proporção 300 vezes superior ao seu próprio peso. Uma suficiente retenção de água é necessária para que as células possam receber nutrientes, para evitar a formação de rugas, para manter a elasticidade dos vasos sanguineos, para auxiliar a digestão e para evitar inflamações, fortalecer o sistema imunitário.
o silício deve ser fornecido regularmente ao organismo, através dos alimentos. Os adultos devem tomar diariamente 10 a 40 mg de silício.
As pessoas idosas, doentes crónicos, beneficiam bastante com a suplementação em silício.

Manifestações típicas da carência de silício:
- enfraquecimento e relaxamento do tecido conjuntivo
- recorrência de fracturas ósseas
- perturbações do crescimento
- pele baça e pálida
- impurezas na pele
- comichão
- cabelo sem brilho e com pontas espigadas
- queda de cabelo
- unhas frágeis e quebradiças
- problemas de dentes e de gengivas
- enfraquecimento dos tendões e ligamentos
- susceptibilidade aumentada a infecções
- sensação de fraqueza geral e perda de energia
- sensação de muito frio por falta de silício.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 comentários:

  1. o silicio nos legumes e verduras é bem aproveitado? dizem que naõ é biodisponivel. qual a quantidade de silicio na beterraba, na salsinha e na sardinha com espinhas?

    ResponderEliminar
  2. Olá Célia,

    O sílicio é um mineral que começa a ser escasso nos alimentos, assim como todos os outros. Dizer ao certo a quantidade de silicio nesses alimentos não é correcto, porque pode variar imenso de zona para zona. Se quiser produto que lhe dê a dose nessecária, tome cavalinha, que é bastante rica em silicio.

    ResponderEliminar